Crise de Identidade

Sabe… eu tenho pensado bastante na pessoa q eu tenho sido, e nos papéis q tenho interpretado. Pela internet parece mais fácil se aproximar de alguém, não existe aquela proteção que normalmente as pessoas usam para se esconderem de tudo.

Ainda assim, acho q não tenho sido tão autêntico como eu deveria ser no meu dia-a-dia. Aliás, eu acho tanta coisa q fico perdido no meio das minhas incertezas.

Fora desse mundo virtual eu infelizmente não consigo ser tão romântico como gostaria, tão gentil e amigo como eu quero ser. Tenho uma grande necessidade de me proteger dos outros! Eu sei que dói muito quando algum amigo faz algo que nos decepciona, e pela net é fácil q isso aconteça. Mas hoje basta bloquear, ignorar, apagar os comentários… Bem, detesto decepções e não aprendi a perder ainda. Apagar comentários não apaga nossa memória das coisas que acontecem.

O Joe cantando alto no shopping, fazendo bagunça, falando abobrinha… É tudo uma grande encenação, pra esconder um Joe melancólico, que as vezes sente vontade de escrever textos reflexivos e até tristes assim como esse aqui. Não me levem a mal.

Estou em busca do equilíbrio (É o q diz o pingente no meu cordão)… Não quero que achem q eu sou assim sério e reflexivo o tempo todo nem que pensem q sou aquele cara zoeira e pentelho que só aparece pra perturbar… Preciso definitivamente saber o que quero da vida!

Eu sou o que sou, quem sabe eu esteja esperando alguma coisa, algum evento épico, que me ajude a esclarecer isso.

Desvendar o signo
(P/ Daniele Minako em Janeiro de 2004)

Quem sabe um dia alguém encontre alguma solução
Algo que permita, então, amar sem sofrer,
Apaixonar com razão…

Ainda tenho sorrisos guardados
E beijos laqueados, todos pra você.
Ainda temos a vida inteira a brincar.

Pra viver!

Quando a gente for se encontrar
Vamos sair, vamos sonhar,
Desvendar o signo!

Olho no olho me olha menina
E perceba, essa letra é doce,
Repleta de utópica e louca ilusão
E aqui com certeza,
Eu coloco na mesa o meu coração.

E já não me interessa alguma pressa
O amor é que dá o compasso da canção!

-//-