Diante da lua

O sol se escondeu

e me senti realizado

a lágrima secou em meu rosto

em mim há terror, e então fujo

com medo de ser revelado

e brilhou a lua

em meio à desconfiança

olho lá fora

e descubro em meu ser a criança

encontro em meu sorriso um ator

e aquelas foram

minhas ultimas

canções de amor

já desisti de sentir

já não suporto a dor

e aquelas foram

minhas ultimas esperanças

jogadas fora

em um lugar distante daqui

eu deixo para trás meu sorrir

e a beleza do sonho

deixei sem cuidado a morrer

e não vou mais me sentir culpado.

espero que não seja a pena

a regra para os que me encontram

e assistem a esse ator em cena

espero que não seja o ódio

o sentido que me leva ao ócio

prometo continuar a viver.