Aprendendo a dizer Adeus…..

Se existe uma coisa que o ser humano não quer é se despedir de alguém,de alguma coisa ou do lugar que o tenha feito feliz…
goodbye
Não queremos “perder”: perder de vista, não ver mais ou ver pouco, separar-se, deixar de ter por perto…

Sentimos, porém, uma sensação de impotência diante da inevitável “separação”pois quando temos algo que nos dá prazer não queremos vê-lo ir embora de nossas vidas.

No entanto a vida é cíclica e em cada hora, em cada momento, trocamos de posição, de lugar, de amizades, se assim se fizer necessário e nesse ir e vir, deixamos, muitas vezes, pessoas ou coisas que, um dia, nos fizeram felizes ou que fizeram tanta diferença em nossas vidas…

É preciso aprender a se ” despedir”, seja com adeus definitivo, ou com um breve até logo. Aprender que em cada momento temos sempre o que fazer em algum lugar, uma missão a cumprir, e que, certamente, haverá alguém para alentar ou um ouvido para nos ouvir, alguém com quem vamos trocar “vida”, histórias, novas experiências, nos entrelaçar,recriar, aprendendo ou ensinando…

Separar-se traz dor, mas também nos faz rever o que fomos, o que aprendemos, o que o ?outro”nos deixou no coração e na alma, nos faz ter saudades do que fizemos e pensar naquilo que poderíamos ter feito, mas naquele momento não pudemos fazer, talvez…

Pensamos, também, que ao perder, valorizamos coisas ou pessoas e assim descobrimos, nesse dia, surpresos, o quanto elas eram importantes para nós, o quanto aprendemos e como vivemos momentos de alegria ou tristeza, juntos, e o mais importante, o quanto crescemos dentro dessa viagem deslumbrante que a vida consegue ser.

Dizer adeus, portanto, é um grande aprendizado, pois só assim amadurecemos, repensamos, e passamos a dar mais valor a todos os momentos que nos foram dados viver e a todos que estão por vir

Tão importante quanto nos despedirmos é saber o momento exato de fazê-lo.

Seguir viagem então é o que nos resta com a certeza que levaremos tudo no coração e na mente e quando a saudade apertar, ainda poderemos rir ou chorar com as lembranças deixadas e, o que nos fará mais felizes, será o gosto de ter tantas histórias para contar…

Não pensem que estou me despedindo de vocês, isto é apenas um reflexão que recebi há muito tempo de uma colega de trabalho que estava prestes a se aposentar. Acho que entendo a forma dela de pensar, espero um dia ter certeza de que é realmente assim que funciona.

Uma abraço pra todos.