O café

Sabe, eu sempre odiei café desde pequeno. Só tomava leite puro e costumava me gabar disso, mas tenho q confessar q o aroma complexo do café sempre me foi tentador. Essa cisma foi desaparecendo à medida que eu crescia, e aos poucos fui me tornando apaixonado por café como sou hoje. Não sei explicar como começou, mas acho q foi um processo natural. Afinal de contas, minha alegria diante de um capuccino e a satisfação diante de um café c/ canela são tão espontâneos e agradáveis de se recordar que acabo chegando à conclusão de que é um hábito que faz parte da minha natureza. Sou amante do café com muito orgulho! Forte, quente e com pouco açúcar!