Bobagens para você

Grande parte do tempo
não sinto nada
vem me atingir com força
o impacto voraz
do caçador sobre a presa
já é complicado adiantar
pois não se sabe lidar
com aquilo que é
quanto mais com o que será…

O som abafado de meu coração
já me parece ridículo
minha fé não me adianta
me sinto imundo
sou lixo, e abandonado
espero para ser cremado
e receber logo o castigo

Pode parecer bobagem para você
mas não lhe tiro a razão
ja chega de perturbação
o sonho está prestes a morrer
caminho desolado
sob o signo do fracasso
mas não há tempo pra se arrepender
la vou eu de novo
preparado para perder

Na parede vejo meu retrato
e ao meu redor o escárnio
acho que me acostumei a descartar
aqueles que me odeiam.
não preciso de inimigos
surdo e mudo no escuro
uma chama incendeia

E o mundo que era de vocês
se desfez em pó.