Arlequim

Quem é que vai

se importar comigo

cantando sozinho

ao som de meus guizos

na beira da estrada

dançando com o vento

sorrindo sozinho?

Sou solitário

tudo que preciso

é de meu colorido

pra me divertir

me escondo

em meu santuário

se alguma pessoa

quer me agredir.

Eu desejo sentir

seus corações sorrindo

me faz bem te ver feliz

ja desisti de ser falso

ando pela rua descalço

o asfalto me queima e me corta

meu estado já não importa

eu preciso ver todo mundo sorrir.

Arlequim solitario

não é fácil achar igual

saltando contente

de dentro do armário

dançando no vendaval