Sem nem saber

Tudo é tão falso
quando desisti de chorar?
Retribuo sua vontade
caminhando pela corda bamba.
Eu compenso minha desvantagem,
meu coração não baila, não samba.
E se sou maligno quem me socorrerá?

São minhas promessas não cumpridas,
minhas mentiras verdadeiras escondidas!
É a minha decepção diante de suas faces,
que pedem pra morrer aos poucos,
que desejam sofrer sem nem saber.

As coisas corretas me machucam
e ser legal é jogar fora
anos e anos de luta.
Não tenho pena de vocês
que sobem sobre meu corpo e me chutam.
Escrevo fragmentos de um poema
enquanto me resta algum tempo,
se é que o tempo pode me parar.

São minhas promessas não cumpridas,
o rancor que eu cultivei.
É como intenso olhar do precipício à margem.
Meu fracasso é meu desgosto,
não posso cantar sem me queixar.