Azul

O Sol hoje nasceu “derrepente”
uma nova alma é uma nova-mente
uma outra alvorada
brotar sem sentido
Natural.

Quem disse ao vento, amigo,
não invente?

Com o sabor da água do mar nos lábios
não sei mais porque choro
espero que não seja feito
furioso agressivo e sem jeito.

O final de tudo se resume encanto
e a fatalidade tornou-se em sal
onde é que ficou o desencontro?
para onde foi meu anjo letal?

scenic view of sky
Photo by eberhard grossgasteiger on Pexels.com