Inspiração para aventuras 02

cortazarVou continuar perturbando a paz dos meus ocasionais leitores com fontes de inspiração que podem trazer riqueza à suas mentes. Fantásticos são muitos autores e contistas, e um deles merece ser citado aqui, especialmente por sua relevância. Estou falando de Julio Cortázar. Ele foi um escritor argentino nascido na embaixada da Argentina em Bruxelas, Bélgica, em 26 de agosto de 1914, quando a cidade estava sob domínio alemão.

Em 1935. Júlio Cortazar se formou como Professor Normal de Letras, pela Escola Normal de Professores Mariano Acosta. Nesta época, começou a assistir lutas de Boxe, e chegou a criar uma filosofia do boxe, que segundo Cortazar, excluía o caráter violento da luta e se apegava a perseverança e destemor de seus lutadores. Júlio chegou a iniciar um curso universitário, mas preferiu usar o título que já possuía para trabalhar e ajudar financeiramente a sal mãe.

Aos 24 anos, em 1938, Júlio Cortazar publicou a sua primeira obra. Com uma tiragem de 250 exemplares, “Presença” foi assinada com o pseudônimo de Julio Denis. Esta foi, segundo o próprio autor, a época mais solitária de sua vida, em que leu muitos livros, traduziu diversos.

Apenas em 1947 a carreira de Júlio começa a deslanchar. O seu texto “Casa Tomada”, foi enviado a Jorge Luís Borges, que o publicou nos anais de Buenos Aires.
Júlio Cortazar foi viver em Paris, em difíceis condições econômicas. Ofereceu-se para traduzir Edgar Allan Poe, tradução que foi considerada a melhor já feita dos textos deste autor. Posteriormente, foi morar na Itália, indo posteriormente a Cuba e retornando à Argentina em 1963, quando lançou o livro “Rayuela”, que viria a ser um dos maiores clássicos da literatura Argentina.

Desde 1981 a saúde de Júlio Cortazar já não ia bem, sua última visita à Argentina se deu em 1983, quando da volta democrática do país se fez uma ardente recepção do autor. Cortazar morre em 14 de fevereiro de 1984, de leucemia, na cidade de Paris, quando já tinha recebido o título de cidadão francês.

Texto retirado de http://imeviolao.googlepages.com/biografia-julio-cortazar.html

Para quem se interessar, aqui vai um link para o conto “O Filho do Vampiro” de Cortázar.