Choro – Clarice Lispector

Há um tipo de choro bom e há outro ruim. O ruim é aquele em que as lágrimas correm sem parar e, no entanto, não dão alívio. Só esgotam e exaurem. Uma amiga perguntou-me, então, se não seria esse choro como o de uma criança com a angústia da fome. Era. Quando se está perto…

A mulata do frade

Diz o licenciado Rabelo (o primeiro estudioso da obra atribuída aGregório de Matos e Guerra – O Boca do Inferno) que essa singela poesia foi feita “em homenagem” a um frade que “estava de más intenções” com uma mulata vizinha do convento (o nome dela: Vivência), e ficava vigiando-a do campanário. rsrsrs 1. Reverendo Fr. Sovela,…

Visão do divino e de seu opositor

Eu só acreditaria num Deus que soubesse dançar. E quando vi meu Diabo, achei-o sério, rigoroso, profundo e solene: ele era o espírito da gravidade – é por causa dele que todas as coisas caem. Assim falou Zaratustra.