Amar – Florbela Espanca

Eu quero amar, amar perdidamente! Amar só por amar: Aqui… além… Mais Este e Aquele, o Outro e toda a gente… Amar! Amar! E não amar ninguém! Recordar? Esquecer? Indiferente!… Prender ou desprender? É mal? É bem? Quem disser que se pode amar alguém Durante a vida inteira é porque mente! Há uma Primavera em…

Qualquer coisa que brilhe

PRADO, Adélia. Miserere, 2013: Ed. Record São eternos esta oficina mecânica, estes carros, a luz branca do sol. Neste momento, especialmente neste, a morte não ameaça, tudo é parado e vive, num mundo bom onde se come errado, delícia de marmitas de carboidrato e torresmos. Como gosto disso, meu deus! Que lugar perfeito! Ainda que…

10 silêncios – Dia da Mulher (Parte 5)

Hei de silenciar-me, mas sem perder a ternura, jamais! A parte que me cabe nessa semana é homenagear, e faço isso passando a palavra a elas: mescalina há um deus qualquer que me impede de amar há anos de minha própria história um amor falso e líquido há crianças que não são meus filhos e meu…