Vamos juntas

(Wellytania Thaís) De dia era mais tranquilo, Raquel caminhava até o colégio onde trabalhava. Coisa pouca. Depois de pegar dois ônibus, ainda andava uns três quarteirões até chegar ao trabalho, o que para qualquer homem podia até não parecer muito, mas para Raquel era. Era muito porque também era para Gabriela, Letícia, Maria e todas…

Cetim

(Vincent Vega) Alongo devagar as pernas… O corpo range e me estremeço. Sob o esforço de seus limites, a dor de cada músculo tenso me faz sorrir para meus dedos dos pés… Lembro-me do tempo de viver, da morte, e a consciência amarga de seu desperdício chega a quase me erguer da cama… Chego mesmo…

Pós-pandemia

(Julia de Abreu) A mulher acordou no meio da noite com espasmos no peito e os olhos molhados. Houve um tempo em que isso tinha o nome de choro, quando a gente dormia enroscada e os corpos se penetravam. A isso chamavam prazer. Alguns buscavam prazer com a mesma pessoa repetidas vezes e a isso…