Cetim

(Vincent Vega) Alongo devagar as pernas… O corpo range e me estremeço. Sob o esforço de seus limites, a dor de cada músculo tenso me faz sorrir para meus dedos dos pés… Lembro-me do tempo de viver, da morte, e a consciência amarga de seu desperdício chega a quase me erguer da cama… Chego mesmo…

Pós-pandemia

(Julia de Abreu) A mulher acordou no meio da noite com espasmos no peito e os olhos molhados. Houve um tempo em que isso tinha o nome de choro, quando a gente dormia enroscada e os corpos se penetravam. A isso chamavam prazer. Alguns buscavam prazer com a mesma pessoa repetidas vezes e a isso…

Vá e veja

(Rubens Angelo) A nave emergiu da escuridão como uma mancha de luz esmeralda, sua cauda se distendendo até as infinitas profundezas do massivo buraco negro. Na cúpula central do veículo, Aron observava com ansiedade sua saída daquele vórtex criado pela luz capturada de bilhões de estrelas. O viajante usava um pesado traje protetor e, por…