Cetim

(Vincent Vega) Alongo devagar as pernas… O corpo range e me estremeço. Sob o esforço de seus limites, a dor de cada músculo tenso me faz sorrir para meus dedos dos pés… Lembro-me do tempo de viver, da morte, e a consciência amarga de seu desperdício chega a quase me erguer da cama… Chego mesmo…