Sobre Añánga peábo

Eu seria tolo se dissesse que não tenho nenhum objetivo quando escrevo, eu digo que o que tenho são fantasmagorias. São assombros. Tive sorte e minha educação foi algo livre, descolada das obrigações de conceito, como os de gênero. Não fui obrigado a ser “menino”, e isso não era tão importante assim. Sofri bullying especialmente