A Recompensa

Balada a caminho do fim Não prestei atenção e o dia começounão percebi meus pése repentinamente já estava caminhando… Eu estava sentado sob o brilho de estrelasabraçando o violão. Eu estava corado mas não vi raios de solsó a maré cada vez mais baixamais longeencarei meus próprios medos. O abandono me assombranão vá, ainda é…

Solidão

Esse meu mundo inexistente. Sonhado tão, mais, melhor. É consistente. E brinco com caraminholas imóvel ao canto das praças as gentes são transparentes fora as moças, presunçosas, que cortam minha frente. Eu, que atraio os indigentes Mendigos muito mal tratados. Estou contente.  

O exercício do sorrir

Acho que é minha ingenuidade o problema. Esta leveza que trago no esforço que faço para estender sorrisos, que não tenho em mim, mas ofereço… Há nobreza em mim, há bravuras não reveladas, e tenho na bainha banhada em sangue a adaga. Nobre falha da ingenuidade, que eu deveria algumas vezes deixar de lado para…