Feliz Ano novo! – Cecília Meireles

  Um poema de Cecilia Meireles. Um feliz ano novo com mais poesia para todos. . . . . . . #texto #palavras #poesia #poemas #letras #sentimento #vida #ceciliameireles #mensagens #poetasbrasileiros #frases #poetas #instapoemas #frasesdodia #escrever #escritores #escritos #pensamentos #giovanigomes #repassado A post shared by Giovani Gomes (@desilusoesliquidas) on Dec 31, 2017 at 7:33am PST…

O Enem e nosso silêncio.

Costumo pensar nos temas que causam polêmica no Facebook e Youtube sempre baseado nas coisas que acontecem comigo no dia a dia. E obviamente, muito do que acontece comigo pode ser traduzido em poesia, até porque não tem como fugir dessa menina tão delicada, porém complexa… Ah, poesia, como você é linda. Pois é, semana…

Meu vento, teu sopro

Aspergido, santo, amigo Sou meu inimigo E meu monstro. O que demonstro Caro, edifício. Sou oculto e cultivo Vento, sopro, esse zumbido Eu destrabalho. Vareio o malho Desesculpido. Platão, Rousseau, Hegel Sou da mentira selo E teu vão. O que dirão Será Blasfemo. GOMES, Giovani. “Meu vento, teu sopro”. In: Repassado. Rio de Janeiro: Subúrbio…